Na terça-feira (13), a Polícia Militar compareceu pela estrada municipal de Bebedouro a Terra Roxa, e registrou flagrante de posse irregular de arma de fogo, tráfico de drogas, associação ao tráfico, ato infracional, adulteração de sinal de identificação de veículo automotor.

Participaram o sargento Dalton, cabos Nilmar e Jorge, soldados Marqui, Lourenço e Carla. As apreensões foram uma arma de fogo, três munições intactas, 1,039 kg de cocaína, 1,130 kg de maconha, um rádio comunicador, um veículo com placa adulterada e três presos. “Em patrulhamento de Rocam pela estrada municipal de Bebedouro a Terra Roxa, obtivemos êxito em deter três indivíduos”, relatou a PM, conforme os crimes citados. Leia mais na Folha da Cidade

De acordo com a dermatologista Yanne Batista, uma das grandes reclamações de quem já foi infectado pela Covid-19 é em relação a queda de cabelo. Ela afirmou que a queda de cabelo pós-infecção não atinge todo mundo, mas cerca de 25% das pessoas infectadas, então não é possível prevenir, e o ideal é tratar quando ela surgir.

A médica enfatizou que antes de entender como a infecção causa a queda, é importante saber as fases do cabelo. A queda capilar pode acontecer cerca de três meses após a infecção. Sendo comum acontecer também após cirurgias, perda de peso, estresse, entre outros, segundo Yanne.

Referente aos sintomas dermatológicos relacionados à Covid-19 pode ocorrer manifestações em pacientes afetados pelo novo coronavírus. Sendo que as lesões de pele surgem em até quatro semanas depois do início dos sintomas gerais da covid-19, mas principalmente nas duas primeiras. E que os quadros de exantema e urticária costumam ser mais precoces, com início concomitante aos sintomas gerais ou nos dois primeiros dias, embora existam relatos de surgimento tardio, até um mês depois. Além, da queda capilar já na fase pós covid, conforme observou. Leia mais na Folha da Cidade

Considerando que xepa são as doses que sobram de frascos abertas da vacina que não podem continuar sendo aproveitadas no dia seguinte devido ao prazo de validade. A coordenadora da Vigilância Epidemiológica, Thaís Teixeira afirmou que no município não tem xepa, e que todas as vacinas costumam ser usadas no dia. 

Ela informou que a AstraZeneca dura 48h depois de aberta. E a que não usa no dia, usa no outro dia ao reforçar que não tem a xepa usada no município. Em nota de esclarecimento público, a Secretaria Municipal de Saúde informou que não foram aplicadas vacinas vencidas da AstraZeneca em Bebedouro.

Segundo a projeção do Estado está previsto ser vacinado o público de 35 a 39 anos. É necessário aguardar o município confirmar. O que de fato não aconteceu até o fechamento dessa edição. Leia mais na Folha da Cidade

 

O Legislativo aprovou o projeto de Eliana Merchan (DEM), que estende a isenção do IPTU aos munícipes que recebem o BPC (Benefício de Prestação Continuada). Hoje, a lei garante a isenção para os que aposentados ou pensionistas que recebem um salário mínimo.

A vereadora explicou que o BPC abrange pessoas que não pagaram o INSS, no qual nem puderam aposentar, pessoas que estão em risco acima de 65 anos, e pessoas com deficiência. “São pessoas que estão à margem da sociedade, e que tem o poder aquisitivo muito pequeno, e que precisa ser ajudada pela sociedade e pelo poder público”, comentou Eliana, sendo que o projeto aguarda sanção do prefeito Lucas Seren. Leia mais na Folha da Cidade

 

A Secretaria de Saúde realizou um treinamento com médicos e enfermeiros que atuam na atenção básica. A capacitação foi ministrada pelos articuladores da DRS 5 Barretos e apresentou o novo sistema Previne Brasil do SUS (Sistema Único de Saúde).

A proposta tem como princípio a estruturação de um modelo focado em aumentar o acesso das pessoas aos serviços da atenção primária e o vínculo entre população e equipe. “Nossa saúde está em constante evolução, trabalhamos para garantir o melhor atendimento às pessoas. Esse sistema é muito importante para proporcionar mais qualidade ao atendimento básico. Estamos treinando nossos profissionais e tenho certeza que esse conhecimento vão beneficiar muito a população”, diz a secretária de Saúde, Silvéria Larêdo. Leia mais na Folha da Cidade

Aprovado na Câmara, Projeto de Lei que cria o atendimento prioritário às pessoas com sequelas graves em razão da infecção do vírus da Covid-19, nos estabelecimentos públicos e privados de Bebedouro.

Por sugestão do vereador Gilberto Viana (MDB), o prefeito Lucas Seren encaminhou o projeto. Segundo a Lei, o benefício será concedido às vítimas de Covid-19 que apresentarem sequela (as) grave (es), desde que constatada (as) em laudo médico e mediante sua apresentação no estabelecimento. Ambos enfatizaram que o projeto visa facilitar a vida funcional das pessoas com sequelas graves, minimizando os sofrimentos diários experimentados.

Caso as empresas não respeitem a norma, elas serão notificadas e poderão receber multas de R$ 300,00 e R$ 500,00 em caso de descumprimento. Leia mais na Folha da Cidade

Vereador Chanel (Solidariedade) esteve na Folha da Cidade na terça-feira (29). Ocasião em que falou da prestação de contas da Associação Mahatma Gandhi de Catanduva, que presta serviços no Hospital Municipal Julia Pinto Caldeira.

Ele afirmou que vai encaminhar o que foi apurado para o Tribunal de Contas do Estado, e Justiça, no qual vai entrar com uma ação civil pública para que a situação seja apurada. A íntegra da entrevista pode ser conferida em nosso perfil no Facebook, FCTV web.

Em relação ao vídeo de Chanel em rede social sobre o assunto. No qual a nossa reportagem enviou para a Mahatma Gandhi e Prefeitura, através de suas respectivas Assessorias de Imprensa. Ambos afirmam que os valores apontados pelo vereador não procedem aos fatos. 

Esclarecemos que o nosso objetivo consiste apenas em informar seja qual for assunto. Jamais bajular e ofender quem quer que seja. Caso a OS e o Município queiram encaminhar um representante para apresentarem suas considerações em nossa versão online, sintam-se convidados. Leia mais na Folha da Cidade

Segundo último balanço divulgado na segunda-feira (28) foram aplicadas 44.075 doses, sendo 31.763 pessoas a primeira dose, e 12.312 a segunda. Vale lembrar que o município publica a data, horário e idade das vacinas assim que tem a garantia da chegada das doses.

Até o fechamento dessa edição não foi divulgado a programação da semana. Conforme o calendário do Estado, no qual Bebedouro segue. Está prevista a vacinação acima dos 40 anos. Considerando que cada cidade tem a sua particularidade. É necessário aguardar a publicação do município. 

Segundo a Secretaria Estadual de Saúde, o avanço e continuidade da campanha de vacinação depende do envio de doses do Governo Federal, que tem retardado a liberação de vacinas contra Covid-19, impactando no ritmo de redistribuição aos municípios.

Está sendo construído em Bebedouro o Cemitério Parque das Palmeiras, na Avenida Governador Paulo Egydio Martins, 2021, Jardim Alvorada. A construção prevê a instalação de velório com quatro salas, capela, estacionamento com vagas para pessoas com deficiência, salas de espera e administração, banheiros masculinos, femininos e um destinado a pessoas de gêneros diversos, e floricultura. Toda esta infraestrutura garantirá conforto, segurança, em 65.000 m² de área.

Em contato com a administração, foram explicados os conceitos de conforto, segurança, tranquilidade e localização. “Conforto no que diz respeito a lidar com a dor do luto e ter que resolver questões burocráticas. Segurança para assegurar a sua família que estarão isentos de contrair dívidas de forma inesperada. E tranquilidade ao estar preparado os momentos mais difíceis”. 

O local escolhido para a construção do cemitério foi considerado por ser privilegiado e de fácil acesso, e pensado para ter disponibilidade de serviços e suportes para as necessidades locais, eliminando a necessidade de grandes deslocamentos durante as atividades.

“Por mais que a gente tente, nunca estaremos totalmente preparados para receber a notícia do falecimento de uma pessoa querida. Todavia, é necessário abordar esse assunto para que possamos compreender algumas situações e saibamos tomar as decisões mais acertadas quando esse momento chegar”, comentou a equipe do Cemitério Parque das Palmeiras. 

Referente às preocupações ambientais. “Será utilizada uma tecnologia de sepultamento utilizando um invólucro absorvedor que impedirá que resíduos da decomposição entrem em contato com a terra. O material é constituído de um filme impermeável branco leitoso, com camada absorvente e sua aplicação é realizada pela empresa funerária que reveste toda a base da urna, e possui uma grande abertura que facilita a processo de evaporação e transformação natural. Outra vantagem é agilizar o processo de exumação, pois os funcionários do cemitério não entram mais em contato com os restos mortais ao coletar os ossos. Seu sistema de linha na borda possibilita converter o invólucro em bolsa, ou seja, muda de forma, com isso ele não é descartado após a exumação, evitando assim a geração de resíduos”. Ainda segundo a administração, o fechamento de cada jazigo é feito com lajes pré-moldada e com distanciamento entre os jazigos, e tampa frontal para abertura e exumação.

Quanto aos detalhes de aquisição, a equipe esclareceu que o processo de compra é bastante facilitado e negociável, com vários planos disponíveis para atender a população, uma vez que o financiamento é feito diretamente com a construtora, o que diminui muito a burocracia, sendo possível parcelamento em até 48 vezes. Além disto, frisaram que a compra antecipada de um jazigo garante uma melhor localização dentro do cemitério e também evita mais transtornos num momento já tão difícil de vivenciar. “Já pensou não poder dar um descanso de qualidade para os seus familiares por conta de problemas financeiros?”.

Mais informações podem ser obtidas pelo telefone e whatsapp 55 (17) 99657-6124, e também pelas redes sociais: Facebook: Cemitério Parque das Palmeiras; Instagram: parquedaspalmeiras_, ou pelo site www.parquebebedouro.com.br. “Comprar um jazigo para a família é um investimento pequeno no que diz respeito ao conforto e segurança dos entes queridos. A perda de alguém que amamos é sempre um momento delicado. Muitas famílias acabam deixando este planejamento para depois, em decorrência aos custos financeiros. Assim, além de lidar com o luto, as famílias se veem na situação de tomar decisões importantes sem tempo para pensar. Quando o assunto se refere a compra de um jazigo, não tem como não mencionar a questão do planejamento financeiro familiar. Os gastos para realização de um funeral são altos, e ter que comprar um espaço em uma necrópole de forma urgente e com pouco tempo para pesquisa faz com que a família desembolse um valor maior do que se tivesse feito um planejamento com antecedência. Adquirir um jazigo antecipadamente é estar preparado para eventuais perdas. É um investimento seguro e certeiro. Como qualquer outro serviço, quanto mais planejado o enterro, mais barato ele vai custar. Além disso, a compra prévia garante que você terá certeza de onde seus entes queridos estarão e poderá escolher com maior comodidade e proximidade, evitando imprevistos de localização também”.

Tramita na Câmara, projeto de Lei enviado pela Prefeitura através do prefeito Lucas Seren, sendo uma proposta do vereador Gilberto Viana (MDB). No qual institua no âmbito da Guarda Civil Municipal, ações de proteções às mulheres vítimas de violência doméstica e familiar, bem como a seus dependentes, nos termos da Lei Federal 11.340/06, Lei Maria da Penha, a “Patrulha Maria da Penha”.

Segundo a Lei Federal, configura violência doméstica e familiar qualquer ação ou omissão baseada no gênero que cause lesão, sofrimento físico, sexual ou psicológico ou dano moral e patrimonial. A “Patrulha Maria da Penha” consiste no desenvolvimento em ações dos órgãos municipais competentes direcionadas à proteção, prevenção secundária, monitoramento e acompanhamento às mulheres em situação de violência doméstica familiar, que tenham requerido Medidas Protetivas de Urgência em âmbito municipal, assegurando a efetividade da Lei Maria da Penha.

No Projeto de Lei consta que os guardas civis municipais destinados a este serviço deverão desenvolver ações na prevenção, proteção, monitoramento e acompanhamento de mulheres vítimas de violência doméstica e familiar, garantindo um atendimento humanizado e inclusivo a mulher em situação de violência, especialmente as que possuem medidas protetivas de urgência. Leia mais na Folha da Cidade

FCTV Web

Clima Bebedouro
Block [footer] not found!