Um detalhe chamou a atenção da Polícia Civil e do Ministério Público paulistas na Operação Alba Branca, que desbaratou um esquema de fraude no fornecimento de merenda escolar a pelo menos 22 prefeituras: a facilidade com que os seis presos até agora confirmaram detalhes do crime.

Nesta quinta-feira, o Radar publicou que quatro deputados e um ex-assessor do governo de São Paulo são citados na investigação.

Os investigadores chegaram a acenar com a possibilidade de benefícios caso os presos fizessem acordos de delação premiada.

Mas não foi necessário: nos primeiros depoimentos, os integrantes da Cooperativa Orgânica Agrícola Familiar (Coaf), de Bebedouro, que comandava o esquema, já confirmaram o teor das interceptações telefônicas e a participação de assessores e de políticos nas fraudes.

 

Na manhã de terça-feira (19), a Polícia Civil e o Ministério Público de São Paulo deflagraram a operação “Alba Branca”, destinada a apurar a existência de uma possível organização criminosa que estaria fraudando procedimentos do tipo “Chamada Pública”, destinados à compra de itens da merenda escolar de escola da rede pública.

Ainda na mesma data e período foram cumpridos pelos agentes da Policia Civil 24 mandatos de busca e apreensão, e mandatos de prisão, este expedidos, principalmente, em desfavor de integrantes da COAF (Cooperativa Orgânica Agrícola Familiar), cuja sede é em Bebedouro. 

Para explanar a situação aconteceu uma entrevista coletiva na Delegacia Seccional da cidade, na terça-feira, na qual contou com a participação do delegado responsável pelo inquérito policial, Mário José Gonçalves, delegado seccional José Eduardo Vasconcelos, e do promotor de Justiça de Ribeirão Preto e membro do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado), Leonardo Leonel Romanelli. Leia mais na Folha da Cidade

Não é de hoje que muito munícipes reclamam sobre as condições do asfalto na cidade. Uma queixa comum é a qualidade do serviço realizado após uma operação tapa buracos. Sendo que o asfalto tem vida curta e não fica nivelado, isso sem contar as pedras soltas e água parada em tempos de chuva como o atual. Para falar sobre a situação a nossa reportagem conversou com o diretor do Saaeb, e de Obras, Gilmar Feltrin. Leia mais na Folha da Cidade

Há 10 meses como diretor de Esportes, Juliano Cesar Rodrigues, que na edição da semana passada explanou sobre a situação do ginásio Sérgio Baptista Zacarelli, na Feccib Velha. Agora relatou a respeito da sua experiência no DME (Departamento Municipal de Esportes) para a reportagem da Folha da Cidade.

Quando assumiu o DME, Juliano contou que o seu principal desafio era proporcionar atividades nos Centros Sociais Urbanos como os do Jardim Santaella, e Tancredão, que abrangem respectivamente o setor leste e norte do município.

Apesar da quadra externa, piscina e academia adaptada para as pessoas com deficiência apresentarem problemas estruturais, ele afirmou que a prioridade no Complexo da Feccib Velha é reformar o ginásio Sérgio Baptista Zacarelli. Leia mais na Folha da Cidade

O Secretário de Defesa, Desenvolvimento Social e Cidadania, Archibaldo Camargo, que responde pelo Departamento de Trânsito conversou com a Folha da Cidade sobre rampas de acessibilidade, transporte coletivo, sinalizações com placas indicando os locais, semáforos, construção, instalação de abrigos em pontos de ônibus e lombadas. 

Referente às rampas de acessibilidade, Archibaldo informou que é uma reivindicação antiga da Associação dos Deficientes de Bebedouro. Ele ainda citou que semáforos na área central foram reformados, e os antigos substituídos por novos. 

No que tange lombadas, ressaltou que tem muitos pedidos, e que entre pintura e repintura tem aproximadamente 200 lombadas já existentes no município. E uma demanda de 30 a 40 para serem feitas. Leia mais na Folha da Cidade

Pelo menos seis pessoas foram presas na manhã desta terça-feira (19) em Bebedouro (SP), suspeitas de envolvimento em um esquema de fraude na compra de alimentos de merenda escolar por prefeituras de 16 cidades no interior e no litoral de São Paulo.

A operação "Alba Branca" do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público, foi desencadeada com apoio de equipes da Polícia Civil e cumpre 24 mandados de busca e apreensão.

Segundo o promotor de Justiça Leonardo Romanelli, as investigações apontam fraude em contratos forjados de merenda escolar, entre prefeituras e a cooperativa de Bebedouro. "Eles cobravam propinas de funcionários públicos e repassavam comissões para os vendedores".

Em Bebedouro, 40 policiais civis e delegados dão apoio à operação, que ocorre também em sedes de prefeituras nas cidades de Paraíso, Novaes, Santos, Sumaré, Americana, Colômbia, São Bernardo do Campo, Campinas, Santa Rosa do Viterbo, Bauru, Mogi das Cruzes, Barueri, Araras, Cotia, Mairinque e Caieiras.

Além das prisões, a polícia faz buscas por documentos que podem servir de prova para o andamento das investigações. Entre as buscas, estão mídias digitais como HD's, DVD's e pen-drives, além de dinheiro em espécie, cheques preenchidos e outros tipos de documentos.Leia mais na Folha da Cidade

Segundo a Defesa Civil, de domingo até a metade dessa semana choveu 295 milímetros. Quantidade na qual foi prevista para chover durante todo o mês de janeiro. Além de um trabalho preventivo entre a Polícia Militar, Guarda Civil Municipal, Defesa Civil e Corpo de Bombeiro. A Polícia Civil conseguiu apreender 3.800 de cocaína em córrego localizado na Rua João Antonio Stamato, que fica entre as proximidades do Tiro de Guerra e do Museu após uma forte chuva na tarde de quarta-feira (13).

Para o delegado da DISE (Delegacia de Investigações sobre Entorpecentes) de Bebedouro, Maurício Vieira, encontrar a droga dessa forma foi um presente dos céus. Sendo que na hora que as águas abaixaram apareceram muitos pinos e porções. Ele ainda comemorou que essa grande quantidade de droga foi retirada de circulação. E citou um prejuízo em torno de R$ 100 na vida de quem tinha responsabilidade no porte da droga.

De acordo com o diretor de Desenvolvimento Econômico e Meio Ambiente, Lucas Seren, o desassoreamento  no Lago Artificial  evitou uma tragédia, sendo que nada de grave ocorreu.Leia mais na Folha da Cidade

Handebol, futsal, vôlei ou qualquer evento de outra natureza não pode ser realizado atualmente no Ginásio Sérgio Baptista Zacarelli, na Feccib Velha, no Jardim Casagrande. O motivo é o piso desgastado. Vale lembrar que goteiras, pombos e falta de acessibilidade também complementam as adversidades existentes no local. 

A troca de piso aconteceu em 2010 após o futsal masculino realizar uma parceria com o São Paulo Futebol Clube. Na ocasião houve o aumento da quadra para obedecer o regulamento da CBFS (Confederação Brasileira de Futsal) para que o time disputasse os jogos como mandante em Bebedouro. Sendo assim, o ginásio ainda permanece inativo desde 2015, no qual as equipes de futsal masculino e feminino atuaram respectivamente como mandantes nas quadras do CSU do Helly Simões, e da escola Augusto Vieira.

Segundo o diretor de Esportes, Juliano Cesar Rodrigues, a estimativa é iniciar as obras em janeiro, e entregar o ginásio reformado em março desse ano.  E que em conversa com Fernando Galvão, o prefeito lhe disse que a quadra será reformada. 

O CMDCA (Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente) realizou a cerimônia de posse dos Conselheiros Tutelares: titulares e suplentes, eleitos na 1ª Eleição Unificada que irão compor o 8º Conselho Tutelar de Bebedouro na manhã de segunda-feira (11), na Câmara.

Cinco conselheiros titulares e 11 suplentes representarão as políticas dos direitos e deveres de crianças e adolescentes no município. O CMDCA realizou em 09 de outubro de 2015, a Diplomação dos Conselheiros Tutelares Eleitos no dia 04 desse mês para o quadriênio 2016/2019, na própria Câmara. João Merchan, Marcia Cristina, Elaine Sabbag, Eide Aguiar e Ana Marta Pereira são os titulares.

O conselho tutelar foi criado junto com o ECA e tem por responsabilidade zelar os direitos da criança e do adolescente. Leia mais na Folha da Cidade

Um acidente que aconteceu na tarde de domingo (10) na Rodovia Armando Salles Oliveira próximo ao trevo de Marcondésia foi registrado pelo Corpo de Bombeiros de Bebedouro. Fato no qual envolveu três veículos, que resultaram nos óbitos de Daniel Neves Ramos e Leandro Aparecido Soares, ambos de 19 anos, moradores de Severínia, e que estavam num carro Gol. 

Além dos bombeiros da cidade, a ocorrência contou com o apoio do SAMU, Polícia Rodoviária, Guarda Civil de Monte Azul Paulista, e duas viaturas do Corpo de Bombeiros de Olímpia. Leia mais na Folha da Cidade

FCTV Web