Enquanto houver pandemia do novo coronavírus, a gestão do Hospital Estadual de Bebedouro vai ter em caráter de urgência, a gestão da Fundação Pio XII, responsável pelo Hospital de Amor de Barretos. Segundo confirmaram o presidente Henrique Prata, e o prefeito Fernando Galvão nessa semana. 

A gestão definitiva da Fundação em questão no local depende da legislação, Governo Estadual e trâmites burocráticos. Henrique esteve na quarta-feira (1) pelo Hospital Estadual para acompanhar as instalações da estrutura. Ele lembrou que há oito anos esteve com o prefeito, e equipe de Saúde do Município, na qual solicitaram a sua visita no Hospital Municipal Julia Pinto Caldeira. Sendo que na época cogitava-se uma reforma com recurso estadual. Reforma na qual repudiada pelo presidente em razão das condições inadequadas.

Estão abertas as vagas para a contratação de profissionais da saúde que trabalharão no Hospital Estadual de Bebedouro. Estão sendo oferecidas 170 vagas na primeira fase. Henrique afirmou que R$ 600 mil foram desembolsados pelo Hospital de Amor em favor do funcionamento do Hospital com pretensão de 20 a 30 dias, ao enfatizar que se dependesse do Estado levaria mais tempo. Leia mais na Folha da Cidade.

A Secretaria Municipal de Saúde informou até o fechamento dessa edição que o município registrou 130 casos positivos de Covid-19. Sendo seis pacientes internados com sintomas graves. E oito com sintomas leves. 79 pessoas já foram recuperadas do vírus. Sendo registrado quatro óbitos em hospitais da região e dois em Bebedouro.

Na quinta-feira (2) estava prevista uma live pelo perfil da Prefeitura no Facebook para anunciar novas medidas, na qual seria conduzida pelo prefeito Fernando Galvão no final da tarde de ontem (3). Ocasião em que a edição de hoje (4), já estava fechada. Reforçamos que incentivamos a prevenção, e repudiamos a politicagem em qualquer nível, independente do grupo político que seja. 

A Secretaria Municipal de Saúde e o Fundo Social de Solidariedade realizaram na terça-feira (30), ações de orientação e aferimento da temperatura no comércio local, onde há maior concentração de pessoas. “Esses trabalhos vêm sendo realizados em diversos pontos da cidade, já sendo rotina do setor. Através dessa conscientização, é visível o maior esclarecimento por parte da população. Prevenção que deve ser rotina na vida de todos. Diversos profissionais de saúde estão empenhados em desenvolver inúmeras medidas necessárias para protegerem toda a população contra a Covid-19”, comentou a secretária de Saúde, Sonia Junqueira.

Ainda na terça-feira, a Secretaria de Saúde esteve pela Garagem Municipal, onde orientou os funcionários a respeito da prevenção a Covid-19. Além da pulverização com cloro em bairros, o trabalho foi feito na semana passada pelo Cemitério, no qual o fato chegou ao nosso conhecimento após o fechamento da edição de sábado (27). O município conta com a parceria da Coopercitrus, Agropecuária Cromel Oliveira e a Defesa Civil de Bebedouro. 

O prefeito Fernando Galvão se reuniu nessa semana com a equipe da sua gestão, órgãos de Segurança e Ministério Público para analisar a situação do município, e decidir sobre o que é viável fazer ou não em termos de flexibilizações e restrições. “Os números não são desesperadores, mas estamos em momento de reavaliar. Bebedouro demonstrou e vai continuar demonstrando equilíbrio entre Economia e Saúde nas tomadas de decisão. Tem gente que ainda não acredita nessa doença. Até acontecer com alguém da família ou muito próximo. Pode ter tudo nessa vida. O mais importante é a saúde e a vida. Claro que economia e empregos são importantes. Estamos em um momento muito delicado e difícil, e que nos exige muita responsabilidade, cautela, coragem e determinação. Temos que encarar essa realidade de frente. Que Deus abençoe a nossa cidade, e que a gente cumpra as restrições. Para vencermos depende de todos, e não somente do Poder Público. Vamos vencer essa guerra, se Deus quiser”, finalizou o prefeito.

Obesidade - Estima-se 5% dos pacientes infectados pelo novo coronavírus vão precisar de UTI, no qual agrava o desafio do paciente com obesidade grave. A falta de leitos em hospitais para essa população é nítida, sendo que a intubação apresenta maior dificuldade, e aparelhos de imagens para os diagnósticos que comportem pessoas muito pesadas não estão disponíveis frequentemente. Vale ressaltar que há limite de peso em equipamentos que fazem os exames. Além disso, quanto mais pesado é o paciente, mais difícil se torna para a equipe de enfermagem transportá-lo e posicioná-lo no leito de UTI. 

Não há instalações adequadas para esses pacientes em número suficiente, pois geralmente apenas os hospitais especializados em cirurgias bariátricas possuem leitos adequados para comportar obesos graves. Entramos em contato com a Unimed Bebedouro; e Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo, por meio da Assessoria de Imprensa. Ambos não se manifestaram sobre a estrutura até o fechamento dessa edição. Henrique Prata, presidente do Hospital de Amor de Barretos afirmou a nossa reportagem na quarta-feira (1), que o Hospital Estadual vai contar com estrutura para atender a pessoa obesa. “O Hospital Municipal possui condições de atender pacientes com até 120 kg. Assim como a Santa Casa de Barretos”, respondeu a Secretaria Municipal de Saúde do Município, que também foi procurada pela Folha da Cidade.

A portaria nº 1.666/GM/MS de 1 de Julho de 2020, garante que Bebedouro vai receber  recurso emergencial. O valor destinado para o município é de R$ 4.119.140,00, inclui solicitação de verba do deputado federal Luiz Carlos Motta (PL).

Os recursos serão destinados ao custeio da atenção primária e especializados, vigilância em saúde, assistência farmacêutica, aquisição de suprimentos, insumos e produtos hospitalares, e para o custeio do procedimento de tratamento de infecção pelo coronavirus. Sendo fundamental que os gestores fiquem atentos à execução e observem os critérios adotados para a distribuição dos recursos financeiros. “Neste momento, a prioridade é reforçar o sistema de saúde básica para proteger a vida dos pacientes e de profissionais de saúde. Esses novos recursos vão ampliar as ações de combate à pandemia e minimizar os efeitos da crise ", afirmou Motta.

O deputado que é reconhecido como “Cidadão Bebedourense”, além da luta por recursos para a saúde de Bebedouro, apoia a construção de 206 casas no Jardim Primavera em parceria com o SinComerciarios e a Lian Empreendimentos, construtora de Bebedouro.

Com o apoio de Luiz Carlos Motta, Deputado Federal (PL), Ricardo Lainetti, Presidente do SinComerciarios, Lucas Lian, proprietário da Lian Empreendimentos e de José Vicente da Silva - Presidente PL Bebedouro

A retirada de lixeiras das avenidas, sendo algumas Raul Furquim, e Pedro Paschoal, na qual fotografamos assim como na Donina Valadão Furquim, e Amélia Bernardini Cutrale, ainda é alvo da insatisfação por parte de alguns munícipes, que além da falta de comunicação, alegaram falta de gestão, e demonstraram indignação com a sujeira, visual feio e possibilidade de doenças.

De acordo com a diretora de Meio Ambiente, Angela Brunelli, lixeiras que seriam colocadas em abril desse ano, não prosperou devido a vários episódios de vandalismo, o que ocasionaria perda de recurso público. Ainda afirmou que novos estudos estão sendo feitos para verificar a colocação de lixeiras. Porém, nenhum prazo foi estimado até o fechamento dessa edição. Leia mais na Folha da Cidade

Na quarta-feira (1), a Câmara aprovou a mudança das datas de votação do 1? e 2? turno das eleições. Sendo respectivamente, 15 de novembro, e 29 de novembro. Sendo assim, não haverá prorrogação de mandato.

O Senado promulgou PEC (Proposta de Emenda à Constituição) na quinta-feira (2). O que faz valer o texto que foi aprovado em definitivo. A alteração ocorreu em virtude do novo coronavírus, conforme já estava previsto. Bebedouro por ter menos de 200 mil habitantes terá apenas o 1? turno. 

As convenções partidárias, que aconteceriam de 20 de julho a 5 de agosto, passam para o período que vai de 31 de agosto a 16 de setembro. Já o prazo para o registro de candidaturas, que acabaria em 15 de agosto, passou para 26 de setembro, segundo o TSE (Tribunal Superior Eleitoral). Leia mais na Folha da Cidade

Conforme já divulgamos em outras edições, a estrutura com leitos de UTI no combate ao coronavírus, no qual a previsão seriam 10, e atualmente passou para 20, no segundo semestre pelo Hospital Regional contou com visita da gestão do Hospital de Amor de Barretos. 

Por meio do gestor Henrique Prata, a equipe veio a Bebedouro para analisar a estrutura do Hospital Regional, sendo que existe a possibilidade de o grupo assumir a gestão no futuro. Porém, a situação envolve legislação e depende de negociação com o Estado. Fato que demora em razão dos processos burocráticos. Fernando Galvão esteve com o deputado federal Geninho Zuliani (DEM) no Hospital de Amor para viabilizar a vinda da estrutura para o município, sendo que depende de liberação do Estado.  “Primeira vez que na história temos leitos de UTI. 20 leitos. Agora que conseguimos vem com ataque e torcida contra. Quem não conseguiu, reconheça que não conseguiu. E quem conseguiu deixe trabalhar em paz. Não precisa gostar do prefeito e nem de política. É somente reconhecer”, diz o prefeito. Leia mais na Folha da Cidade

Em virtude da atual pandemia, questionamentos relacionados a uma vida sexual satisfatória e insatisfatória, assim como dicas para melhorar, erros que devem ser evitados, consulta online, quarentena, distanciamento e Fake News tornam-se comuns. Luciana Gübel, sexóloga e psicóloga fez as suas considerações sobre o assunto.

No contexto de coronavírus. À exceção da saliva, ela confirmou que procede que ainda não se chegou à conclusão de estudos sobre o contágio através de excreções como sêmen, lubrificação vaginal, urina ou fezes. Há quem afirme que transar e se masturbar podem ajudar na prevenção do vírus, porém, é uma notícia falsa. Luciana deixou um alerta para ficar atento com as Fake News.

Estar com um corpo saudável, alimentação em dia, estar sentindo bem consigo mesma e aparência estão entre os fatores que proporcionam uma vida sexual ativa. Já uma vida muito estressante e agitada. Ansiedade, depressão, e falta de valorização resultam em menos disponibilidade para o sexo. 

Entre as vantagens de consultar uma sexóloga e psicóloga online estão o conforto de casa e a flexibilidade de datas e horários, e ainda enfatizou que infelizmente, ainda hoje em dia as pessoas não são ensinadas a conversar sobre sexo. Leia mais na Folha da Cidade

Até o fechamento dessa edição, 100 casos confirmados em Bebedouro, no qual 23 em municípios da região. Nove internados leves em Bebedouro e nenhum em outra cidade. Três graves em Bebedouro e dois em outros municípios. 4 óbitos em outras cidades, e dois em Bebedouro. E por fim, 62 recuperados.  

Na semana passada era cinco óbitos. Lamentamos mais um óbito, independente da classe social. Externamos nossos sentimentos aos familiares e amigos. Lembramos que o prefeito Fernando Galvão afirmou em live que o município não divulga nomes e detalhes dos óbitos por uma questão de respeito. Ainda ressaltou que se algum munícipe que mora em Bebedouro, morrer fora da cidade, o óbito é contabilizado pelo Ministério da Saúde no município em que reside. Esclarecemos que publicamos nomes, ou fotos, sendo esse se houver espaço, conforme acesso as fontes pesquisadas ou entrevistadas. Caso contrário, impossível.

 

Educação - A previsão do retorno das aulas no estado em setembro, conforme consta na presente edição. “Será que é o momento certo, e de colocar em risco as nossas crianças? Vamos aguardar a evolução dos casos. De repente chega em agosto e explode de novo. Você vai colocar os seus filhos nas escolas, se perceber risco de contaminação? É claro que não vai por. Se não tiver situação de segurança não vai por. É quem mais ama. O ser humano precisa rever a forma de encarar essa doença em Bebedouro ou qualquer lugar. Se entendermos em Bebedouro que teremos riscos vamos refazer as aulas. O Educando com o Coração iria terminar nesse mês, e conseguimos por mais uma vez. Vamos arrumando alternativa”.

 

Padroeiro - Sobre o Feriado de São João Batista na quarta-feira (24), o prefeito afirmou pela preferência de manter a data ao invés de antecipar e prejudicar o Comércio. “Ainda me perguntaram se faria ponto facultativo na quinta-feira e ontem. Decidir não fazer para não ter prejuízo na economia do município. Independente de feriado ou dia normal as pessoas precisam se preservar, se cuidar e cuidar de quem ama”, disse o prefeito.

 

Comércio - A respeito do que tem visto na cidade em suas visitas. “Tem hora que ficamos muito feliz e tem hora que ficamos muito triste. Tem gente que faz festa clandestina. A Guarda Municipal não consegue controlar 24h as pessoas. Vi no Comércio que as lojas apesar das dificuldades de manter o balcão de atendimento estão respeitando. Evitando aglomeração e risco de contaminações. A maioria das lojas no centro e nos bairros estão cumprindo as determinações do decreto municipal. Se for levar ao pé da letra teríamos que fechar tudo. Não deixar nem o atendimento lá fora. Criamos em Bebedouro juntamente com o Ministério Público e as próprias entidades do Comércio alternativas como o balcão, onde tem álcool gel, onde a pessoa não entra na loja e é atendida de forma arejada. Filas externas, a maioria respeita. Tem gente não respeita. Não tem jeito. A gente fala, e tem gente que quer ficar aglomerando em fila. Principalmente em lotérica e banco. Esse Covid ataca a saúde e a economia”. 

 

Prevenção e fiscalização - Ele afirmou a necessidade de continuar com as restrições. “Estamos em um momento em que é necessário o distanciamento e o isolamento para o vírus não explodir como explodiu em Barretos, Terra Roxa e Ribeirão Preto. Não podemos virar as costas para o comerciante porque também pode existir uma morte econômica de tantos empregos, que acabam dificultando o dia-dia. Me ajude a se manter dessa maneira para pelo menos tentarmos ter um fôlego como se o comerciante estivesse respirando mesmo de uma forma mais difícil, mas respirando. O duro é quando precisar fechar tudo. Aí não tem jeito. Para não acontecer a morte econômica, é importante manter as medidas. Não é guerra de uma pessoa somente. O exército somos todos nós. Não adianta imaginar que vamos colocar máscara na cidade inteira. Fundo Social e Saúde distribuem máscaras, e tem gente que pega e guarda no bolso”.

No que tange as academias e igreja, ele reconheceu o prejuízo, e enfatizou que não foi ele que fechou. “Foi determinação do Governo de São Paulo e não do prefeito. O decreto não autoriza o funcionamento de academias e igrejas. É uma regra do decreto estadual”.

Bares, restaurantes e até supermercado foi multado, segundo o prefeito ao afirmar que a Guarda Municipal está procurando fazer a sua parte. Sendo que tais estabelecimentos descumpriram as medidas preventivas determinadas em decreto. “Se não entrar na cabeça das pessoas que essa doença não depende apenas das autoridades. Depende do próprio povo. Quem vai perder a guerra será o próprio povo também. Vamos perder a guerra juntos. A consciência tem que ser da população. O Covid pode atingir tudo, bairro, centro, distritos e área rural. Posso ser repetitivo, mas vou continuar pedindo. A minha função é essa. Todos se cuidando é que venceremos essa guerra. Precisamos da ajuda de cada bebedourense para vencermos essa guerra, que temos que vencer juntos”.

Suspensas desde março em virtude da pandemia, o Governo Estadual divulgou na quarta-feira (24), um plano de ação para a retomada das aulas presenciais, com previsão de retorno para 8 de setembro com 35% dos estudantes, no qual um esquema de rodízio será feito.

A medida será válida para as escolas públicas e privadas em todas as etapas de ensino, na qual educação infantil, ensino fundamental, médio e superior. Cursos livres e de idiomas também entram no plano de ação. E para acontecer a reabertura será necessário cumprir protocolos como o distanciamento de 1,5 m entre as pessoas, inclusive para a realização de atividades de educação física; uso obrigatório de máscaras; organizar horários de entrada e saída para evitar aglomerações, entre outras várias medidas preventivas. Leia mais na Folha da Cidade

O Fundo Social de Solidariedade) iniciou a Campanha do Agasalho 2020, na qual está arrecadando somente cobertores. Sendo que devido a pandemia, a arrecadação será por delivery.

A primeira dama e presidente do FSS, Aline Galva?o reconheceu a necessidade de manter o distanciamento social devido a Covid-19. Sendo que o sistema delivery da? a opc?a?o de o Fundo Social buscar as doações em casa.

Os interessados podem colaborar realizando compras de forma online, ou via WhatsApp, atrave?s do come?rcio local, movimentando a economia da cidade. Outra opc?a?o e? entregar os materiais na sede do FSS, localizada na Rua A?ngelo Salvador, 35 (antigo Lions Clube), Vila Paulista. Ou entrar em contato com o setor para que os produtos sejam recolhidos e posteriormente entregues a quem necessita. Leia mais na Folha da Cidade

FCTV Web