Publicado na segunda-feira (8), o decreto suspendeu desde terça-feira (9), às aulas e atividades presenciais nas escolas e instituições de ensino públicas estaduais e municipais, particulares e filantrópicas, inclusive de nível superior, cursos técnicos e de aprendizado até a próxima sexta-feira (19), sem prejuízo de nova reavaliação, conforme evolução da situação da pandemia de Covid-19, sendo permitidas apenas as aulas virtuais/remotas. 

O propósito do Decreto 14.613 estabelece medidas restritivas, preventivas e de contenção para enfrentamento do coronavírus no âmbito da municipalidade, com restrição de atendimentos presenciais à população. A medida ainda leva em conta o surgimento de maior intensidade dos casos de Covid-19 no município e a diminuição

de oferta de leitos de UTI, com ocupação regional próxima a 100%, bem como a necessidade constante de conter a disseminação da doença, que demanda esforço conjunto do governo e sociedade civil. “Precisamos dá um passo atrás nesse momento para ganhar um fôlego lá na frente. É uma medida preventiva. Pior momento da pandemia. Vírus circulando demais. Queremos evitar que as nossas crianças sejam vetores e levem a doença de um lado para o outro. Crianças são assintomáticas. Precisamos de um pouco mais de prevenção”, comentou o prefeito Lucas Seren. Leia mais na Folha da Cidade

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, 7,8% da população já recebeu a 1ª dose contra a Covid-19 e 3,6% já recebeu a 2ª dose, sendo o dobro da média nacional. O Brasil vacinou apenas 3,47% e 1,09%, respectivamente. 

8.818 é o total das doses aplicadas no município. Profissionais da Saúde, 3.360, 1ª dose; 2.310, 2ª dose. Idosos acima de 77 anos, 2.668, 1ª dose, e 480, 2ª dose. Idosos de 80 a 84 anos, 1ª dose; 90 anos ou mais, 2ª dose; 77 a 79 anos, 1ª dose, respectivamente na segunda (1), terça (2) e quarta-feira (3) foram vacinados no Sambódromo. A imunização funcionou no formato drive-thru. 

A Secretaria finalizou a entrega de senhas para imunizar os idosos de 77 a 79 anos na semana. A região recebeu apenas 38% das doses desta faixa etária, mas um novo lote está chegando e a vacinação será retomada. “Nenhum idoso ficará sem a vacina. Podem ficar tranquilos. Assim que a nova remessa chegar faremos um novo drive-thru no Sambódromo. Pedimos para os familiares aguardarem a nova data, que será comunicada para toda a população pelo rádio, jornal, sites e redes sociais. A 1ª dose de 77 a 79 anos foi com a Coronavac do Butantan. De 77 a 79 anos não recebemos todas as doses. Não precisam se preocupar porque provavelmente nos próximos dias a gente receba o restante dessa vacina”, esclareceu a secretária de Saúde, Silvéria Maria Peixoto Larêdo.

Silvéria sugere evitar aglomerações para conter o novo coronavírus. “Não é necessário que todos corram para o Sambódromo ao mesmo tempo. Vamos receber outras 610 doses já nos próximos dias e vacinaremos o restante desta faixa etária, também em formato drive-thru, com calma e respeito aos protocolos. Todas as pessoas terão à vacina, mas desta vez será em dias alternados”, explicou a secretária da Saúde.

Profissionais da Saúde - Na quarta-feira, profissionais da Saúde tomaram a 2ª dose na parte da tarde, sendo os idosos de manhã. “Aquele pessoal que é autônomo, liberal e que tomou a 1ª dose em 2 de fevereiro lá no Stélio puderam procurar a tenda, e não o drive thru. Profissionais de Saúde que não foram vacinados no dia 2 puderam ir no Sambódromo, a partir das 12h”.

Os que tomaram a 2ª dose está muito baixo, segundo a secretária. “Muito aquém do público que a gente esperava. Uma dose não vai dá cobertura devida. É muito importante tomar a segunda dose. Estamos disponibilizando a sala de vacina na Vigilância Epidemiológica, que fica no Hospital Julia Pinto Caldeira para quem não tomou a segunda dose. Não está imunizado e protegido apenas com uma dose”.

Próximas vacinações - Na segunda-feira (8) será os idosos de 78 e 79 anos. Na terça-feira (9), os de 77 anos.  A partir das 8h via drive-thru no Sambódromo. “Acreditamos que por volta das 11h esteja encerrada. Ficaremos enquanto estiver gente na fila. Acreditamos que dividindo em dois momentos iremos conseguir encerrar um pouco mais cedo, e não vamos expor o nosso pessoal ao sol quente das 12h. Vai ficar mais confortável para os nossos funcionários e idosos. Fiquem tranquilos. Haverá vacina para todos. Chegou a segunda remessa. Não precisam chegar antes das 7h e ficar na fila. Vamos começar atender somente às 8h. Chegamos às 7h que é o tempo que temos para se organizar no local. Peço a todos que comecem a chegar por volta das 7h30, 7h45. O que vai trazer conforto para todos. Dessa vez não distribuiremos senhas. Quem foi no Posto de Saúde e preencheu o formulário já adianta e facilita. O que demora é o preenchimento do formulário. Quem for com o formulário preenchido será rapidamente vacinado. Esse formulário está em todas as Unidades de Saúde”.

Por determinação do Governo do Estado, como medida para conter o avanço do novo coronavírus e suas novas variantes, Bebedouro seguirá o decreto estadual e irá restringir a circulação de pessoas a partir de hoje (06), das 20h às 6h. A medida segue até o dia 19 de março. Anteriormente era das 21h às 6h.

Pelo Decreto do Governo Estadual, apenas os serviços essenciais serão mantidos em funcionamento como hospitais, farmácias, postos de combustíveis, supermercados e os emergenciais de Saúde. Todos os demais devem fechar das 20h às 06h. Bares, restaurantes e ambulantes, durante este horário, somente com delivery. As aglomerações seguem proibidas em qualquer horário. A fiscalização será intensificada. Sendo muito importante a colaboração de todos. 

Segundo o chefe de Gabinete da Prefeitura, Rogério Valverde, o município compreende o impacto financeiro, porém, entende que a medida segue com o propósito de salvar vidas. “Sabemos que essas medidas impactam drasticamente na vida de muitas pessoas no ponto de vista financeiro. Muitas vidas foram perdidas. Mas temos a certeza que se não fossem as medidas tomadas no passado e que estão sendo tomadas a partir de agora muitas outras teriam se perdido. Se não tomarmos medidas agora muitas mais poderão se perder. A última coisa que vai acontecer em nosso município é a omissão do poder público na retomada de decisões”, comentou Rogério. 

O chefe de Gabinete propôs uma reflexão para exercer empatia pelo próximo. “Coloquem-se no lugar dos médicos, enfermeiros e de quem trabalha nos hospitais aqui em Bebedouro e na região ao combater uma doença que não tem remédio. E no lugar daquele pai de família que é dono de um restaurante, academia, bar, e que depende disso para sobreviver para levar o arroz e feijão para a sua casa. Temos que entender que a única salvação nesse momento é a vacina. Uma doença nova jamais vista pelas nossas gerações que estão aqui. E ninguém sabe exatamente a consequência e como lhe dar com esse vírus. Portanto, é necessário que nesse momento que cada um tente se colocar no lugar do outro”.

 

Legenda:

Postos de Combustíveis permanecem entre os serviços essenciais

O Departamento de Obras e Convênios, finalizou a obra de revitalização da Fábrica de Campeões, localizada na Avenida da Justiça, n° 355, Vila Paulista. Informações podem ser obtidas pelo telefone 17-3342-1044. Embora a estrutura esteja sendo preparada, o retorno das atividades segue inviável em razão da pandemia.

As melhorias estão sendo realizadas em toda a sede do DME (Departamento Municipal de Esportes), que fica na Antiga Feccib, Jardim Casagrande como a estruturação do almoxarifado, criação de sala de atendimento, sala de coordenadores técnicos e diretoria, revitalização das fachadas, poda de árvores, pintura geral, reconstrução de calçadas, troca da iluminação e reforma das salas de artes marciais. O próximo passo da revitalização será o Sambódromo. Leia mais na Folha da Cidade

 

Os funcionários que atuam na Vigilância Epidemiológica no setor Vetores e Zoonoses, da Secretaria Municipal de Saúde, participaram de uma capacitação para a aplicação e ambientação do novo inseticida Fludora Fusion. O treinamento foi realizado em um ponto estratégico da cidade, no último dia 22 pela Sucen (Superintendência de Controle de Endemias), de Barretos.

O inseticida será utilizado principalmente nos pontos estratégicos como ferros velhos, reciclagens e indústrias. Os agentes foram capacitados da forma correta de se aplicar o novo inseticida Pó Molhável Fludora Fusion, que deve ser utilizado a partir de março como controle químico de efeito residual para eliminar o mosquito aedes aegypti em sua fase adulta. “Devido sua característica residual o novo inseticida será utilizado em pontos estratégicos, onde não há grande circulação de pessoas. E os agentes sempre o aplicarão utilizando todos os EPIs necessários. Essa é mais uma estratégia que nossa Saúde implementa para eliminar as arboviroses transmitidas por esse mosquito no município”, afirmou a coordenadora da Vigilância Vetores e Zoonoses, Regina Melanda. Leia mais na Folha da Cidade

Por determinação do Governo do Estado e dos profissionais de Saúde de Bebedouro, como medida para conter o avanço do novo coronavírus e suas novas variantes, o município restringe a circulação de pessoas desde quinta-feira (25). A medida segue até 07 de março.

A Folha da Cidade acompanhou a fiscalização da Guarda Civil Municipal na noite de quinta-feira (25), no qual os agentes orientaram munícipes a respeito da medida em vigor adotada pelo município. Sendo que apenas os serviços essenciais serão mantidos em funcionamento como hospitais, farmácias, postos de combustíveis, supermercados e os emergenciais de Saúde. Todos os demais devem fechar das 21h às 6h. Bares, restaurantes e ambulantes durante este horário, somente com delivery. As aglomerações seguem proibidas em qualquer horário.

A fiscalização contra festas clandestinas será intensificada.  Fica proibido o encontro de pessoas em qualquer horário, nas vias, praças, parques e locais públicos para a pratica de atividades esportivas e reuniões de qualquer natureza, que excedam o limite de três pessoas. Leia mais na Folha da Cidade

Em alusão a Campanha Fevereiro Roxo, no qual um dos temas é a Fibromialgia. A Folha da Cidade conversou com o reumatologista Lucas Ferraz Manuel. Ocasião em que o médico afirmou que a doença não tem cura, mas pode ser controlada. 

O médico enfatizou que a doença ocorre por alterações a transmissão dos estímulos de dor, sendo que o funcionamento do cérebro fica alterado. E com isso quem tem Fibromialgia passam a ter sensações dolorosas com mais facilidade, ou seja, coisas que normalmente não causariam dor como o frio e o estresse, por exemplo, são responsáveis por diferentes sintomas desagradáveis descritos pelos pacientes como queimação, formigamentos, ardência, cólicas, dores de cabeça, palpitações, tonturas, entre outros.

Ainda disse que a doença é de difícil diagnóstico porque muitas vezes não existe um exame que afirme para o médico se a pessoa tem ou não. Apesar de não ter cura, ele salientou que não significa o paciente aceitar uma vida com dores e limitações, e que o destino é aceitar e aprender a conviver com a situação. E orientou ser importante saber o que é a doença e suas consequências, vontade de encará-la e adotar hábitos saudáveis. Leia mais na Folha da Cidade

De 1 a 5 de março das 11h às 15h nas dependências do Ambulatório, a Fundação Abílio Alves Marques realiza o agendamento apenas de quem não fez os exames de Mamografia e Colo de Útero em 2020.

Os documentos necessários são o cartão do SUS, RG e CPF. Para fazer a Mamografia são as mulheres acima de 40 anos.  O Ambulatório fica anexo ao Hospital Municipal Julia Pinto Caldeira, Avenida Raul Furquim, 2010. Telefone 17-3342-7115.

A Folha da Cidade conversou com o responsável pelo Projeto Educação + Prevenção = Qualidade de Vida, no qual abrange os trabalhos da Fundação, José Renato Garcia. “Importante lembrar que no Câncer de Mama tínhamos uma prevalência acima dos 40 anos. Hoje está aparecendo em gente jovem. Em Bebedouro há alguns anos, já perdemos paciente com 18 anos. As mulheres, além da mamografia antes dos 40 anos não faz mamografia. E quem tem na família aos 30. O que sobra é o autoexame da mama. Tem que estar de olho. Na mama ela procura as alterações como endurecimento, vasos sanguíneos grossos, mamilo pode afundar para dentro, feridas em volta do mamilo. Uma mama não é igual a outra. Porém de uma hora para outra ficam muito diferentes. Todo mundo lembra somente do caroço, e esquece do resto. Apertou o mamilo e vê se saiu pus ou sangue que é outro sintoma”, diz o professor de Ciências e Biologia. 

No câncer de mama o fator de risco é quem já teve na família, quem nunca teve filhos, teve o primeiro filho após os 30 anos, fumante e obeso, conforme orientou José Renato. “O que vemos nessa pandemia, é que a obesidade é um fator de risco altíssimo. Lembrando que o diagnóstico é feito pelo autoexame da mama, que não é qualquer dia. É de 7 a 10 dias após a menstruação. E a mamografia após os 40, que a Fundação está tentando fazer com as pessoas. O tratamento as vezes é cirúrgico. Mastectomia ou Lobectomia. Em alguns casos se faz esvaziamento de axila porque o tumor foi para os gânglios da axila”.

 

Colo do útero – Para fazer o Papanicolau as mulheres acima de 18 que já tem vida sexual. “Temos que lembrar que está muito relacionado ao vírus HPV. Esse câncer vai diminuir bastante porque as meninas estão sendo vacinadas entre 9 e 11 anos de idade. E os meninos de 11 a 13. O HPV também causa câncer de pênis e boca. Essas pessoas vacinadas, o risco de contrair a doença é muito baixa. Menos de 1%. O Colo de Útero está quando termina o canal vaginal e começa o útero. O Papanicolau colhe a mostra para procurar célula alterada, já que é um exame de prevenção. Existe um exame que é o DNA do vírus HPV. A mulher acima de 40 anos colhe o material para ver se tem o vírus. Se tiver o vírus será acompanhada todo o ano. Se não tiver o vírus tem que repetir o exame a cada quatro anos”.

Os sintomas são sangramento fora do período menstrual, e dor na hora da relação. Os fatores de risco são quem começou a vida sexual muito cedo, quem não foi vacinada, uso prolongado de anticoncepcional e tabagismo. “Essa menstruação vem com um sangue mais vivo que não vinha antes. As vezes a mulher acima de 40 anos que já entrou na menopausa volta a ter sangramento que não é mais menstruação”.

O MSB Quad Rugby, equipe com cadeirantes ligada ao Movimento Superação, que representa a cidade na modalidade, confirmou retorno nesse ano após ter as atividades adiadas devido a pandemia e reformulação da entidade.

De acordo com o treinador Marcelo Fagundes, Campeonato Brasileiro e Copa Caixa são as competições que o time pretende disputar no segundo semestre. Sendo que existe a pretensão do retorno aos treinamentos ainda no primeiro semestre. Além de Marcelo, a comissão técnica é composta pelos stafs Waltersom Gomes, Bryan Massahiro, Diulia Sampaio e Cidenes Ferreira.

No momento, o foco será no treino físico individual para minimizar o impacto do isolamento social por conta da pandemia causada pelo Covid-19, segundo o treinador.  Confira a relação dos atletas confirmados até o momento. Leia mais na Folha da Cidade

Localizada na Estrada Municipal Abatedouro,147, km 5. A Ong Dona Zuleika solicita ajuda para a construção de baias para o conforto e bem estar dos animais que abrigam. De acordo com as protetoras, o propósito da causa envolve dedicação, amor incondicional, compaixão e solidariedade aos seres indefesos que não tem voz e precisam ser representados e cuidados.

As baias que serão construídas na Ong terão aproximadamente 4 metros de largura por 6 metros de comprimento cada uma. Os materiais necessários são areia grossa, areia fina, pedra, cimento, cal, tijolos baiano 8 furos, tijolos pó de mico, estacas de cimento de 3 metros, barras de ferro 3/8, vigas e terças de 4 metros, telhas Eternit de 3,66 m e telas galvanizadas.

A protetora Débora Bonafim ressaltou a seriedade da Ong. “Uma organização séria que luta pelos animais com sua equipe incansável de protetoras, e cuida de vários animais que sofrem maus tratos e que são abandonados em nossa cidade. Lá são tratados dignamente, recebendo cuidados, carinho e alimentação adequada. Porém como o abandono e o resgate de maus tratos têm aumentado absurdamente em nosso município, precisamos construir baias caninas para que os animais sejam acolhidos e acomodados com segurança”.

E fez as suas considerações finais. “Pedimos a ajuda de toda a população para que doem materiais de construção. Para que as baias possam ser construídas e assim os animais terem uma vida digna de conforto, muitos dos quais já sofreram com pouco tempo de vida. Necessitamos de grandes quantidades de materiais de construção, mas com a ajuda de cada um podemos construir várias baias. Agradeço antecipadamente a ajuda de cada um, e que Deus abençoe a todos que colaboraram e vier a colaborar com a causa animal. O nosso muito obrigada”.

Mais informações podem ser obtidas com Mariangela pelo 17-9206-8323; Rosana, 17- 99628-7758; e Débora 17-9286-3830. 

FCTV Web

Clima Bebedouro