Ortopedista e traumatologista, Guilherme Reiff Toller comentou sobre as principais queixas ortopédicas dos pacientes pós covid. No qual, a SBOT (Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia), sendo que a necessidade da recuperação muscular aumentou o expediente nos consultórios. 

Dentre os sintomas da chamada “Síndrome Pós Covid”, encontram-se as manifestações ortopédicas. As principais observadas são dores e rigidez nos ombros, dores nas costas e articulações de modo geral, fraqueza e dores musculares, fadiga e dificuldade de fazer movimentos simples. Segundo os estudos, até 80% das pessoas recuperadas apresentam pelo menos um sintoma nos quatro meses após a remissão da infecção, de acordo com o médico. 

Ao imaginar um caso moderado ou grave de Covid, no qual gera a diminuição da musculatura. Ele falou do porquê de o paciente que já vinha com alguma doença osteoarticular ficam mais sintomático diante de um quadro de diminuição da musculatura.

E para quem não teve Covid, ele ressaltou a relevância de manter um condicionamento muscular adequado em caso de uma eventual infecção de Covid posteriormente, entre outros fatores ligados ao assunto. Leia mais na Folha da Cidade

Em 2021, Bebedouro registrou arte o fechamento dessa edição, 06 casos de dengue e nenhum óbito pela doença. Ao todo foram 113 notificações, 103 casos negativos, 06 positivos e 04 aguardando resultados.  

A Sala de Situação de Arboviroses de Bebedouro está finalizando o novo Plano de Metas de Prevenção à dengue, chikungunya, febre amarela e zika. Especialistas de diversas áreas da Prefeitura se reuniram na manhã de quarta-feira (1) para discutir as ações para o atual semestre, período em que aumenta a incidência de focos do mosquito aedes aegypti.  

O plano é realizado todos os anos em parceria com a DRS (Departamento Regional de Saúde). “Traçamos novas metas até dezembro. A dengue é uma doença grave, e por isso, adotamos uma estratégia intersetorial, reunindo especialistas nas áreas de saúde, zeladoria, meio ambiente e educação. Nossas equipes já estão realizando um bonito trabalho desde o início do ano, e agora vamos intensificar ainda mais. Temos que nos preparar para a chegada do verão”, diz a vice-prefeita, Sebastiana Tavares.  

 Em relação as ações realizadas nesse ano foram Pó molhável, projeto piloto “Monitoramento nos Pontos Estratégicos”, que visa intensificar o combate ao mosquito com a aplicação do inseticida Fludora Fusion Pó Molhável. Atuação em imóveis vazios, sendo que a Vigilância Epidemiológica, por meio do setor de Vetores e Zoonoses firmou uma parceria com a Sucen (Superintendência de Controle de Endemias) e as imobiliárias da cidade para fiscalizar de perto os imóveis vazios no município e nos distritos, e eliminar as larvas do mosquito.  

Os agentes de endemias continuam com visitas domiciliares em diversos bairros da cidade, distritos e povoados, orientando a população sobre como manter a casa e os quintais longe de doenças e de animais peçonhentos, como mosquitos, escorpiões e aranhas. Durante as visitas os técnicos também realizam a nebulização e o monitoramento.  E também participaram de uma capacitação para o aperfeiçoamento no uso e manuseio de inseticidas e larvicidas. Além de os servidores discutiram novas formas de combate ao aedes aegypti, ratos, escorpiões, moscas, baratas, cupins e carrapatos. 

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, a todo o momento é fundamental manter e até mesmo intensificar todas as medidas de prevenção. Sendo ações simples que devem ser transformadas em hábito e incluídas na rotina da população como eliminar possíveis focos de mosquito como caixas d’água, galões, tonéis, vasos de plantas, calhas, garrafas, lixo e bandejas de ar-condicionado, entre outros.

O Saaeb Ambiental visando a necessidade do uso consciente da água, utilizará o aplicativo WhatsApp, como Disk Denúncia para flagrar por meio de foto o desperdício como lavar calcadas, telhados, muros ou carros. 

As pessoas flagradas desperdiçando água potável começaram a serem multadas em R$ 100,00, a partir de quarta-feira, (1). A ação que ser enviada no 17-99178-9233. “Realizamos grandes obras nos últimos anos e, hoje, conseguimos manter água na torneira mesmo durante a crise hídrica em tempo de seca. Várias cidades da região já estão em racionamento e, para manter o abastecimento, é o momento da população também fazer a sua parte. Pedimos para que a população nos auxiliem e divulguem as fotos das pessoas que estiverem desperdiçando. O Saaeb vai manter o sigilo. Estamos em situação emergencial. Fotografar a pessoa com a mangueira na mão e informar o endereço. A pessoa será multada automaticamente”, afirmou o presidente Gilmar Feltrin.

O presidente reconheceu que práticas indevidas estão sendo cometidas. “Além da lavagem da calçada com vassoura hidráulica muitas pessoas dentro de casa ficam jogando água na calçada, e outras chegam até lavar a rua. Uma atitude em que a cada litro desperdiçado faz falta nessa reta final que é setembro e outubro, pois estamos na esperança que em novembro comece a chover e a gente restabeleça pelo menos os níveis dos reservatórios”. Leia mais na Folha da Cidade

O Hemocentro de Bebedouro, que fica anexo ao Hospital Municipal Julia Pinto Caldeira promove a coleta noturna na doação de sangue nos dias 13 e 27 de setembro. sendo das 18h às 21h.

As doações regulares acontecem no Hemocentro de terça-feira a sábado, das 7h às 11h30. Mais informações pelo telefone 17-3342-8817 ou 0800-9796049, e-mail doador@hemocentro,fmrp.usp.br. O agente de captação do Hemocentro, Sérgio Luiz Balbi afirmou que todas as medidas preventivas contra o coronavírus são levadas em conta. “Importante ser sincero na entrevista para poder garantir a qualidade do sangue para quem vai receber. Quem está doando sangue não tem risco nenhum. O material é todo descartado. Temos uma série de exigências para garantir o sangue para quem precisa”, diz Sergio.

Interessados em doar sangue devem apresentar um documento oficial com foto, ter a idade mínima de 16 e máxima de 69 anos, pesar mais de 50 quilos e estar bem de saúde. Também é necessário respeitar os intervalos para doação, sendo 60 dias para homens e 90 dias para mulheres. Leia mais na Folha da Cidade

Devido ao surgimento dos fatos no Itapoan, abandono do poder público, e na Casa de Sião, no qual a Polícia Civil apurou irregularidades no atendimento, sendo que já divulgamos ambas as situações. Surgiu a necessidade de saber como está o comprometimento da atual gestão municipal em relação ao diálogo e ação entre os seus departamentos, secretarias e coordenadorias com os Conselhos em termos de fiscalização, planejamento e aplicação de políticas públicas em toda a máquina pública. 

Outro aspecto a ser levado em conta consiste na segurança dos prédios públicos em aspectos relacionados a estrutura física como instalações, máquinas, estrutura elétrica e hidráulica, questões sanitárias, equipamentos, manutenções, e documentações atualizadas, entre elas o AVCB (Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros). 

Sabemos que Itapoan e Casa de Sião são de propriedade privada, porém, é nítido que o poder público e os respectivos conselhos têm participação em ambas as causas. No setor público e nos conselhos tem pessoas e profissionais adequados. Porém, não é prudente ignorar a necessidade de melhorias em toda a máquina pública. Leia mais na Folha da Cidade

Inaugurada em maio de 2016 após parceria público privada, a base da GCM (Guarda Civil Municipal), “Hamilcar da Silva”, Rua Angelo Rimoli, Jardim Primavera, não funciona adequadamente como se previa, sendo que vandalismo e falta de ação do poder público é evidente na situação. 

Vidros quebrados, vegetação crescendo, inclusive em cima da rampa de acessibilidade, lixo, entulho, e até fezes de cavalo e roupas íntimas se encontram ao redor da sede. Outro problema é a falta de efetivo da GCM, o que impede a presença dos agentes por mais tempo, o que provoca a sensação de insegurança. Sabemos que Segurança Pública é uma causa complexa. Por outro lado, é impossível não lamentar o descaso do poder público, e da falta de educação, por parte de algumas partes. Leia mais na Folha da Cidade

Legislativo aprovou na segunda-feira, Lei que institui a Semana Municipal das Agricultura Familiar. A inciativa é do vereador Gilberto Viana (MD), e a íntegra do Projeto pode ser conferida no site da Câmara.

De acordo com a propositura, a Semana Municipal da Agricultura Familiar passa a ser comemorada, anualmente, na semana correspondente ao dia 24 de julho, data que entrou em vigor a Lei Federal 11.326, de 24.07.2006, estabelecendo as diretrizes para a formulação da Política Nacional da Agricultura Familiar e Empreendimento. “A Semana tem como objetivo de fortalecer, apoiar e incentivar o desenvolvimento da Agricultura Familiar e suas formas associativa e cooperativa da produção, e gestão da comercialização, além de incentivar a criação da política par fortalecimento da Agricultura Familiar.  Leia mais na Folha da Cidade

Na tarde de quarta-feira, (25), a Inter foi até São José do Rio Preto no Estádio Teixeirão, e fez 3 a 2 no América. Gols de Luis Gustavo e Moicano aos 32 e 36 minutos do 1° tempo, e Pablo aos 48 da etapa final.  

Com gols de Rafael e Tiago, o time de bebedouro levou 2 a 0 na estreia em casa diante do Taquaritinga. “Foi uma estreia que não imaginávamos. Equipe não conseguiu ter os comportamentos do qual treinamos no decorrer de 50 dias. Não conseguimos encaixar em nossas transições com qualidade no último terço para fazer os gols. Desperdiçamos algumas oportunidades. Deixamos o adversário gostar do jogo. Cinco jogadores não puderam fazer suas estreias em virtude da covid e um por lesão, e alguns por documentação. E com isso levamos 14 jogadores para campo. Estreamos com quatro zagueiros. Dois na primeira e dois na segunda linha. Dois zagueiros jogando de volante. Sabíamos que teríamos dificuldade na saída de bola. Porém, o objetivo era ganhar o meio campo, e acabou não acontecendo. Ficamos mito desconfigurados. Não foi a estreia que prevemos”, disse o treinador da Inter Valmir Israel. Leia mais na Folha da Cidade

Conforme consta no site VacinaJá do Governo Estadual, Bebedouro e Jaboticabal contam com 77 mil habitantes, Lins, 78 mil e Matão 83 mil. Por porte igual ou pouco superior a Bebedouro, selecionamos esses municípios em razão da desconfiança e insatisfação de parte de munícipes que reclamam desorganização e demora na distribuição de vacinas, falta de mutirão em fim de semana e feriado para ter maior imunização, e de mobilização da classe política ao justificarem o atraso de Bebedouro no ranking.

No Ranking de vacinação estadual, Bebedouro ocupa o 401° lugar; Jaboticabal, 299°; Lins, 270°; e Matão, 126°. Já no ranking estadual de aplicação das doses distribuídas, Bebedouro está em 488°; Jaboticabal, 521°; e Lins, 386°. Os dados são até o fechamento dessa edição.

Bebedouro pertence a Regional de Barretos, e perguntamos a Secretaria Estadual de Saúde antes da vacinação dos 24 anos, que foi na quarta-feira (18), o porque a regional está recebendo menos doses e ainda estava para ser vacinados as pessoas com essa idade ao considerar que o próprio estado estava com a meta de vacinar toda a população adulta ao menos com a 1ª dose até segunda-feira (16). Leia mais na Folha da Cidade

Desde quinta-feira (20) estão autorizados a funcionar todas as atividades previstas no em Decreto Municipal sem restrição de capacidade de atendimento ao público e horário, sendo obrigatória, a adoção de protocolos sanitários, tais como o uso obrigatório de máscaras de proteção, disponibilização de álcool gel 70%, aferição de temperatura e distanciamento social entre os presentes.

Por determinação do Plano São Paulo do Governo do Estado de São Paulo, não haverá restrição do horário de funcionamento das atividades, ficando suspenso ainda a determinação de restrição de circulação de pessoas e toque de recolhida anteriormente impostos no âmbito do município. O descumprimento de pessoas físicas implica em multa de R$ 1.095,00, e de pessoas jurídicas R$ 10.950,00. Leia mais na Folha da Cidade

FCTV Web

Clima Bebedouro
Block [footer] not found!