Prefeito anuncia medidas de contenção em live - na íntegra

Em live realizada na quinta-feira (27), o prefeito Lucas Seren anunciou as medidas que o município vai adotar a partir de segunda-feira (31) até 7 de junho para conter a disseminação do vírus na pandemia. A íntegra do decreto previsto para ser publicado ontem (28), poderá ser conferida no site da Prefeitura. Documento não foi divulgado até o fechamento dessa edição. 

Na ocasião, Lucas desmentiu o boato de que o lockdown seria estendido assim como fechar as farmácias e tudo. E pediu para a população ficar atenta aos fake news. De acordo com o prefeito, Comércio, mercados, mercearias e padarias serão abertos com limite de atendimento de 20% da capacidade. O mesmo vale para restaurantes, bares, academias e igrejas. E o público chega a variar de acordo com o tamanho de cada localidade. “Vamos limitar o funcionamento de todo o Comércio até às 21h. Após esse horário é delivery e drive thru”.

Serão autorizadas a volta as aulas do sistema público e privado, a partir de 6 de junho.  Voltando Ensino Fundamental, Médio e Superior, conforme o prefeito. Na verdade, o dia útil que consta no calendário é segunda-feira (7). “O Ensino Infantil que exige dos nossos educadores e funcionários um pouco mais de contato físico. Vamos autorizar a volta a partir do dia 14”. 

Rogério Valverde, diretor de Gabinete afirmou que a disponibilização de vacinas depende do Estado e da União. E que as barreiras sanitárias vão continuar na cidade.  “Importante termos mais empatia e respeito pelos profissionais da Saúde, que há quase um ano e meio estão nessa batalha contra o coronavírus. Não adianta em uma situação como essa apontar o dedo. Cada um tem que fazer a sua parte. Não é simples ampliar leitos em um momento como esse em que outras cidades também precisam de mais médicos e leitos. Não existem profissionais disponíveis no mercado”, observou Lucas.

Dados - Considerando um período de cinco dias, na live foi exibido um gráfico. Total de atendimentos da Rede Municipal de Saúde na UPA e Gripário, antes do lockdown de 14 a 19 de maio, 2.076. Depois do lockdown, de 20 a 25 de maio, sendo 1.720 atendimentos. “Quando pegamos atendimentos de síndrome gripal esse número caiu 25%. O atendimento geral caiu 17%. Isso significa que vamos sentir esse resultado na próxima semana. O número ainda é muito alto, mas já caiu. Claro que proporcionalmente, indo até o dia 30 (amanhã) vai cair um pouco mais. Essa é a ideia. Por isso estamos fazendo lockdown. Se temos menos atendimentos de síndrome gripal ao longo dos cinco primeiros dias. Significa que teremos menos casos positivos na próxima semana”, relatou o prefeito referindo-se a esse período de cinco dias.

Ele esclareceu que o lockdown não extermina o vírus. “Essa medida é radical. É para que as pessoas e o vírus circulem menos. E menos pessoas se contaminem. E consequentemente menos internações e mortes. E com isso a gente possa desafogar a saúde pública e privada da nossa cidade”.

FCTV Web

Clima Bebedouro