Festa Natalina

- O que significa a palavra Natal?

Significa nascimento.

- E nascimento, o que é?

É o início de uma nova vida.

- Por que nova vida?

Porque a vida não se inicia com o nascimento, mas com a concepção. Daí a afirmação de que Deus nos ama desde o ventre materno.

A data 25 de Dezembro tem como referência o Nascimento de Jesus, nosso Irmão e Redentor – Caminho, Verdade e Vida! Portanto, ao celebrarmos o Natal, festejamos a nova vida, o renascimento de Cristo em cada coração.

O Natal só tem sentido se o encararmos não apenas como um fato histórico acontecido em Belém da Judéia, mas como uma oportunidade propícia para nos conscientizarmos da presença de Jesus em nossa vida.

Por ocasião do Natal, nasce novamente nos corações sensíveis a esperança: de tempos melhores, de mudanças virtuosas, de acontecimentos edificantes e grandes realizações.

O Natal é o tempo de se fazer um “homem novo”. A novidade consiste também em renovar em cada um de nós aquele sentimento infantil de que uma surpresa agradável vai acontecer. O Natal é mesmo o tempo do homem adulto se fazer “criança”, pelo menos por alguns instantes, para aguardar ansioso a possibilidade de ganhar um “presente”.

- Que maior presente pode-se desejar nessa ocasião?

O próprio Menino Deus – Jesus Cristo. Esse, sim, é um grande e desejável presente de Deus para a humanidade tão carente, é a novidade que nos transforma em “homens novos”, dando-nos a expectativa de um futuro promissor e abençoado.

Existe o costume de presentear e receber presentes em algumas ocasiões durante o ano: aniversário natalício, Dia das Mães, Dia dos Pais, Dia da Criança etc. Dentre essas ocasiões, também 25 de Dezembro.

Nessa data, qual o presente mais condizente a receber e a doar?

Por certo, o melhor presente é a presença. Porém, não uma presença qualquer, desprovida de atenção, carinho, acolhimento e autêntico amor. Mas presença de qualidade, que faça a diferença, que acrescente algo de positivo, como paciência, atenção, solidariedade na dor e na alegria, nas horas da derrota e das vitórias e conquistas.

Doemos presença! Sejamos presença! Este é o melhor “presente” que podemos receber e doar por ocasião do Natal!

 

Publicado originalmente no Cantinho do Padre de 24/12/2011

 

Cônego Pedro Paulo Scannavino

Paróquia São João Batista

 

FCTV Web

Clima Bebedouro