Após quatro anos, Comad sai do papel

Foi realizada na manhã de quarta-feira (23), na Câmara Municipal, a 1ª reunião do Comad (Conselho Municipal Antidrogas), ocasião em que foram definidos, entre dez representantes do Poder Público e dez da sociedade civil, o cargo de presidente, ocupado por Cláudia Cristina Lente de Oliveira, pertencente ao Poder Público; vice-presidente, Adriana Kátia Bergamasco, sociedade civil; 1º secretário, David Souza Lima, Poder Público; e 2º secretário, Renato Trevizan da Silva, sociedade civil, ficando os demais como conselheiros.

Na ocasião, os presentes, provenientes de diversas áreas, expuseram fatos de sua realidade, apontando o envolvimento ativo ou passivo de crianças, adolescentes e seus familiares, com o uso e tráfico de drogas na cidade.

Segundo a presidente do Comad, o trabalho que já desempenha na área da Saúde pode ajudar a formalizar ainda mais essas iniciativas, pois mais importante que a ajuda ao usuário de drogas é o tratamento preventivo, que pouco é executado na cidade e deveria ser iniciado pelo setor da Educação, envolvendo toda a sociedade civil.

FCTV Web