Autarquia explica serviço de tapa buraco

Marcelo Negro e Marcelo Olenski, respectivamente, presidente e engenheiro civil do Saaeb Ambiental falaram sobre como funciona o serviço de tapa buraco executado anualmente no município. 

A demanda mensal está na média de 800 m² de asfalto, no qual o contrato atual com a empresa vencedora da Licitação começou em agosto de 2019 e termina em julho de 2020 ou caso for feito 12 mil m², no qual ganhou por R$ 74,00, o m² quadrado executado. Sendo que até o momento foram feitos 5.314 m², totalizando R$ 393.260, 42, segundo o engenheiro. “O período em que a empresa fica é de um ano ou de 12 mil m². O que se encerrar primeiro dentro de um ano e tiver a metragem quadrada ainda sobrando, a gente faz um aditamento. Ou se essa metragem dentro do ano der 12 mil m² é encerrado o contrato. E fazemos outra licitação. Importante ressaltar que no período de chuva não temos condições de fazer o serviço porque a vala fica muito encharcada, a terra molhada, solo molhado, compactação e aderência do asfalto não ficam boa”, observou o engenheiro. Leia mais na Folha da Cidade

 

FCTV Web