Secretaria de Saúde comenta óbito na região - na íntegra

De acordo com a Secretaria de Saúde de Bebedouro, uma bebedourense faleceu no Hospital São Judas Tadeu, localizado em Barretos. A mulher que estava internada em Barretos, passava por tratamento paliativo contra um câncer de palato, local onde apresentou os sinais do Covid-19 e veio a falecer.

O caso foi registrado em Bebedouro, pois a paciente era natural do município, apesar do falecimento ter ocorrido na cidade vizinha, local onde foi realizado o exame de Covid-19. Segundo a Vigilância Epidemiológica até o fechamento dessa edição, o município registrou 35 casos positivos de Covid-19, no qual 10 de outras cidades. Dos 186 casos notificados na cidade, 139 já foram descartados, sendo 27 de outros municípios, e 12 suspeitos ainda aguardam os resultados dos exames.

Entre os casos confirmados, nenhum paciente internado em caso grave, e cinco considerados leves. E 20 pessoas já estão recuperadas do vírus. Não havendo nenhum óbito registrado. Nem todos os casos confirmados precisam ficar internados. Os demais pacientes estão em isolamento domiciliar. Passaram por atendimento médico e estão sendo acompanhados. Existem casos mais leves da doença. “Quando falamos dos casos de fora não significa que não teve contato com Bebedouro. São pessoas que foram atendidas aqui. Rede pública e particular atendem pessoas da microrregião. Tivemos pessoas internadas e que tiveram alta em Bebedouro. As pessoas confundem um pouco. As notificações são um protocolo obrigatório. Os exames são coletados aqui. Aqui em Bebedouro não tem “achômetro e chutômetro”. É tudo orientação médica para tomarmos as medidas. Não temos óbitos devido as medidas que tomamos desde o começo. Pode acontecer a qualquer momento o anúncio de uma morte por Coronavírus como tem acontecido no país inteiro”, observou o prefeito Fernando Galvão. 

No que tange as medidas de contenção no transporte coletivo. “Funcionando muito bem e trabalhando de forma reduzida o transporte coletivo. Proibimos crianças e idosos. Não é permitido. Não adianta insistir. Motorista e cobrador impedem a entrada. Existe um grande risco. O frio chegando. Tomamos decisões com bastante cautela. Todo mundo tem que usar máscara. Vidas tem que ser protegidas dentro e fora dos ônibus. É difícil se acostumar com o uso de máscara, mas é importante se adaptar à realidade. Rodoviária continua com as atividades fechadas. Não há possibilidade de retorno no momento”. 

Transporte interurbano. “Em Ribeirão Preto temos um volume enorme de casos. Bebedouro tem proximidade de Rodovia. Isso é extremamente perigoso. Vamos se preservar e a gente tem tentado fazer o máximo. Queria que tudo voltasse a normalidade, mas o pior é perder vidas”.

Galvão afirmou que gostaria de fazer a inauguração de algumas obras com a presença da comunidade e das autoridades, porém, enfatizou que o momento é inviável até em virtude da aglomeração que essas ocasiões proporcionam. “Vamos erguer a cabeça, ter otimismo e não se entregar. Sabemos das dificuldades financeiras. Não temos que se entregar aos problemas. Temos que buscar soluções. Por live no aniversário da cidade fizemos pré-inauguração das obras como a sede dos Bombeiros pela Avenida Raul Furquim, escola Patrícia Barrichelo Lança, no Jardim São Fernando, que é uma creche que está pronta, Posto de Saúde no Jardim São Carlos, e Hospital Regional. Apesar da pandemia mostramos para Bebedouro o que tem sido feito. Devido a necessidade do distanciamento muda a forma de agirmos”.

Ainda reconheceu as dificuldades econômicas de diversos segmentos, entre eles, Academias, e o desejo de muitos pelo retorno dos eventos religiosos. “Sei que é difícil, o Comércio quer voltar à normalidade. Pedimos para que o distanciamento continue sendo feito. Tenham consciência e não adianta a gente ficar falando e a pessoa não colocar em prática. Fazemos tudo que tem que ser feito. Damos proteção, máscara, álcool gel. É tudo uma questão de segurança e proteção para todos. Evite conversar muito. Fundamental usar as proteções.  Não podemos correr o risco de explosão de casos, e depois não darmos conta na Saúde Pública e na Privada. Nenhuma Saúde no mundo está dando conta. As nossas decisões são tomadas com muita responsabilidade para ajudar as pessoas, mas também não prejudicar totalmente. Tentar equacionar para chegar no meio termo. Não podemos voltar tudo na normalidade e começar o risco de morrer gente”. 

Cemitério - A Prefeitura, por meio da Vigilância Epidemiológica e Serviços Especializados em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho (SESMT), realizou a entrega de Equipamentos de Proteção Individual aos funcionários do Cemitério Municipal, na quinta-feira (7), no Cemitério.

Os funcionários receberam macacões, luvas, botas, óculos, proteção facial e álcool em gel 70%, com o objetivo de preservar a vida de quem executa os trabalhos no setor. Na ocasião o prefeito juntamente com a coordenadora da Vigilância Epidemiológica, Thais Teixeira, e o engenheiro de segurança do trabalho do Sesmt (Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho), Marcel Medeiros, orientaram os funcionários. “Essa ação é fundamental, pois, protege nossos profissionais que executam um trabalho de extrema necessidade. Queremos que todos atuem com segurança e tranquilidade, mantendo a saúde integralmente”, ressaltou o prefeito.

A coordenadora da Vigilância Epidemiológica, observa que esses equipamentos auxiliarão os funcionários, especialmente caso ocorra algum óbito onde a causa seja o Covid-19. Durante a pandemia o Cemitério Municipal, está atendendo o público das 7h às 12h. Informações pelo telefone (17) 3343-3668.

Higienização - A Garagem Municipal na quarta e quinta-feira (13 e 14), realizou a higienização com cloro nas ruas do Jardim  Alvorada, Califórnia, Três Marias e Estoril.

Esse serviço já foi executado no Centro de Bebedouro, Vila Paulista, Bom Retiro, Tropical, União, Jardim Centenário, Eldorado, Jardim Sanderson, Elizabeth, Alvorada, Califórnia e no comércio local onde há maior circulação de pessoas. Também, já passou pelas ruas dos distritos de Botafogo e Turvínea, além de Andes. E terão continuidade em todos os setores da cidade, visando à saúde de toda a população.

A higienização com o cloro já foi feita no Hospital Municipal de Bebedouro e todas as unidades de saúde. Os supermercados também foram higienizados com cloro. A ação foi executada utilizando um trator e uma bomba pulverizadora cedida pela Coopercitrus, aplicando cloro com o objetivo de garantir a segurança de todos contra o Covid-19.

Cerimônia suspensa - O Posto de Recrutamento Militar, por meio, da Junta de Serviço Militar de Bebedouro informa aos jovens nascidos em 2001 ou anos anteriores, dispensados do Serviço Militar, que fica suspensa até o dia 30 de junho, a cerimônia de compromisso à Bandeira Nacional e a entrega de Certificados de Dispensa de Incorporação (CDI), que seria realizada no Tiro de Guerra 02-006.

Segundo o secretário da Junta Militar, Ilson Machado Campos, a suspensão pode ou não ser prorrogada. “Tal medida é necessária para evitar aglomerações de pessoas e a disseminação do Covid-19”.

Informações pelo telefone 17-3342-1529, de segunda a quinta-feira das 13h às 16h30, e as sextas-feiras das 8h às 11h30, ou diretamente no Junta Militar, localizada na Praça 09 de julho, 121, Centro.

 

 

FCTV Web

Clima Bebedouro