Êxito carnal

Com a sensibilidade ausente erra-se muito humana e espiritualmente'.  (Gabriela Mistral)

 

 

Carnalidade- Relativo à carne, sensual, lascivo. Predomínio do apetite sexual e da concupiscência. Desejos intensos de gozos materiais, hedonismo. Fazer com que, o imediato prazer individual, seja o maior bem capaz de dar felicidade. Após estas considerações, o esposo diz à esposa: ‘Você tem que gostar das coisas que eu gosto e não das coisas que você gosta’. E se ele não diz, pensa. Olha isso gente! Um fraco distante do êxito carnal.  Zé ‘machão’, quer que a mulher enxergue o mundo como ele o vê. 

 

Declaração do desejo- Alguns maridos dizem à esposa: ‘Querida, hoje à noite eu quero fazer amor com você, se você estiver com vontade’. Outros são mais gatos de telhado: ‘Hoje à noite eu quero te agarrar!’ Mas há aqueles da carnalidade explícita, do ‘apetite sexual’, biologia, glutonarias confundem estômago com pênis, e sem nenhum escrúpulo falam, como se a mulher fosse uma feijoada: ‘Hoje eu vou te comer!’ (Horrível aos ouvidos das mulheres sensíveis) Só faltou dizer: ‘E depois, como sempre, vou virar de lado, dormir, roncar como um porco e soltar ‘pum’ a noite toda’. Cara, e o alimento para a alma de ambos, se não agora, quando?

 

A vida é assim- Bem que foi avisada. Ela dirigiu-se à Orientadora Sexual e perguntou: ‘Eu fiz sexo com o meu noivo antes do casamento. Isso é problema?’ A orientadora deu uma resposta irônica: ‘Não! Problema é fazer sexo depois do casamento...! Homens, eternos truculentos. Brutamontes de pouca sensibilidade. Estão longe do êxito carnal! Deveriam compreender o que é ‘pegada’. Pegada é saber o que fazer, antes nas preliminares, que despertam a libido; durante, compartilhando entregas; depois com elogios, carinho, toque, enquanto ela adormece. É triste, a natureza humana, quando o homem pensa só em si.

 

Alma humana – É possível fazer um mapeamento das emoções do cônjuge e entender que pássaros da mesma plumagem voam juntos. Cônjuge bom é aquele que faz melhor o outro.  Vão ter que usar mais a sensibilidade do que o intelecto para carregarem juntos, almas ensolaradas.

 

Obsoleto – É o que caiu em desuso, arcaico, ultrapassado. Por que, sendo dotados de razão nos comportamos de maneira tão irracional e descuidada? Com certeza faltam-nos amigos confiáveis, experientes, mais amadurecidos, capaz de despertar o nosso lado bom, principalmente fazendo-nos um pouco mais semelhantes àquele que gostaríamos de ser, menos obsoletos do que somos nos conceitos de vida.

 

 

 

Orgasmo - Término da aula, os alunos dirigindo-se ao pátio, era hora do recreio. Uma aluna, já com seus dezesseis anos, bela aluna, comportadíssima, sempre atenta às explicações, demonstrando ter boa maturidade e bom trato doméstico. Ela dirigiu-se a mim e perguntou-me: ‘Valdo, o que é orgasmo? O meu namorado falou disso para mim, mas eu não sei o que é!’

 

Desinformação – Pais, professores se omitem e os jovens ficam sem saber como proceder corretamente, principalmente, no que diz respeito à concepção e a métodos de prevenção à gravidez e doenças sexualmente transmissíveis.

 

Explicação – Com muito cuidado, expliquei: ‘Orgasmo é o mais alto grau de excitação dos sentidos, ou de um órgão. É o ponto mais significativo do prazer, no ato sexual’. Ela foi caminhando pensativa... Não sei se entendeu! Eu pensei: ‘Afinal que mundo caótico é esse que estamos entregando aos jovens? Eles sabem tudo sobre Teorema de Pitágoras e quase nada, sobre o seu corpo. Desconhecem o funcionamento orgânico em especial o mecanismo sexual. Que lástima!

 

Êxito carnal - Não existe. É mito, é ilusão. Não há dois episódios sexuais iguais. Um é inferior ou superior ao anterior. O ato sexual está sujeito ao estado orgânico dele e dela, que nem sempre é favorável. Também importam as condições ambientais, os fatos acontecidos durante o dia todo, remédios que se tenha tomado. Sexo não é receita de bolo, faça assim, siga estes passos. Nada disso, cada mulher, cada homem vai ter que saber lidar com a sua história sexual, não só com as fantasias, mas com a realidade.

 

Nota – Quando o coração está feliz, tudo o que se faz revela expressão de felicidade, em especial o sexo. Deus se alegra quando o ser humano se satisfaz.

 

Antônio Valdo A. Rodrigues

Serra Negra- SP

 

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

FCTV Web

Clima Bebedouro